É verdade que o último encontro presencial do #SheWorks já foi em Julho do ano passado. Eu própria pensei várias vezes se iria continuar com o projecto e se fazia sentido continuar com os encontros. No entanto, a derradeira pergunta acabou por se revelar bem diferente: “Terei eu capacidade de continuar com este projecto?”

A vida aconteceu, os meses foram passando e comecei realmente a acreditar que o #SheWorks não voltaria. Porém, algo sempre me puxava para o caminho de regresso. Apesar de muito recente, tinha criado aqui algo bonito, algo que faz muito sentido e algo que pode até fazer a diferença na vida de outras mulheres.

O que nos traz aqui hoje. Mais do que nunca, o SheWorks faz todo o sentido. Nesta altura de reclusão, mudança de rotinas e de incerteza, sabe-nos bem sabermos que podemos contar umas com as outras e que há toda uma comunidade de mulheres pronta para nos inspirar, aconselhar e trocar palavras de motivação e até de conforto.

Muitas de nós perderem os empregos, estão a trabalhar em casa com as rotinas todas alteradas ou ainda se encontram a trabalhar no terreno submetendo-se diariamente ao perigo de contágio por Covid-19. 

A quem se encontra a trabalhar (em casa ou fora): tenham muita força, não se deixem ir abaixo pela incerteza ou pela clausura. Vamos mesmo sair disto eventualmente. Tenhamos calma e tentemos encarar as coisas pelo prisma mais positivo possível. Ele existe, acreditem! 🙂

Quanto a quem perdeu o emprego recentemente, não desesperem. Procurar não vai ser fácil, mas estamos aqui umas para as outras e – juntas – vamos conseguir apoiar-nos, trocar contactos e ajudar no que pudermos.

E é por isso que o SheWorks faz tanto sentido agora. Se calhar, mais do que nunca.

Fiquem atentas porque os encontros virtuais do SheWorks vão ser uma realidade e estão quase quase a acontecer!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *